Fotos recolhidas da net

Play Rádio saudade

Web Rádio "Saudade Sertaneja"
Cidade de Bauru, Estado de São Paulo, Brasil
Transmirindo:
Data: ,
Horário de Brasília

Domingos, das 08h00 às 12h00, "SAUDADE SERTANEJA" com Tião Camargo, em cadeia com a CANAL MAIS FM de Bauru

Seguidores

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Vieira e Vieirinha (78 rpm) Volume 03

Com este álbum completamos a coletânea dos 32 discos 78 rpm gravados por Vieira e Vieirinha, totalizando 64 músicas. Para trazer as informações sobres os discos, pesquisamos o blog de Vieira e Vieirinha http://vieiraevieirinha.blogspot.com, site www.recantocaipira.com.br,  administrados por nossa amiga e colaboradora Sandra Cristina Peripato, site http://www.memoriamusical.com.br/, também o site http://www.fundaj.gov.br/isis/disco.html, além das informações já tinhamos em nossos arquivos. Infelizmente, não encontramos nenhuma informação sobre as duas últimas músicas deste álbum: Saudade e Cortando Estradão, por isso elas aparecem no final, mas não foram as últimas gravações que a dupla fez em 78 rpm. As últimas foram, realmente, Rio Preto e Galo Índio.

Deixo aqui minhas Saudações, com muita saudade, a toda a Família Vieira, a todos amigos e admiradores da Grande e Saudosa dupla VIEIRA E VIEIRINHA que, na minha modesta opinião, com todo respeito e admiração que tenho pelas demais, foi a Única e Verdadeira Dupla Sertaneja que tivemos. Nunca gravaram tangos, boleros e outros ritmos que nada tem a ver com Nossa Música Caipira.

Cresci, passei pela infância e adolecência (se que tinha estas coisas naquela época), ouvindo Vieira e Vieirinha, época em que eu morava e trabalhava na roça. Tive a oportunidade de ver algumas apresentações da dupla em circos da região de Bauru. Também tive a oportunidade de entrevistar o Vieira em meu programa Saudade Sertaneja na Bauru Rádio Clube, em 1986, quando fazia o lançamento daquele que seria o úlitimo disco da dupla - 37 ANOS - 1986 - CHANTECLER - LP=2.11.405.702. O Vieirinha, lamentavelmente, o conheci pessoalmente num leito de hospital em São Paulo, onde faleceu em 1991, por ocasião também do falecimento de meu pai, José Leite de Camargo. Comecei a ouvir as músicas de Vieira e Vieirinha, nas vozes de pai e meu tio Salvador Leite de Camargo, falecido recentemente na Cidade de Agudos. A foto acima, me recorda o ano em que nasci: 1952. Saudades…

Tião Camargo

10/1959 - CABOCLO - CS-316
A - Serenata (José Rosa e Claudionor Branquinho)
B - Peão de Goiás (Antonio Bueno e Vieira)

1960 - CABOCLO - CS-332
A - Essa Viola (Mário Vieira e M. Cristofani)
B - Despedida de Circo (Zé Paioça e Júlio Morais)

03/1960 - CABOCLO - CS-337
A - Cabelos Brancos (Sebastião Víctor e Mário Vieira)
B - Briga de Amor (Lourival dos Santos e Milton Cristofani)

06/1960 - CABOCLO - CS-349
A - Caçador (Sebastião Víctor e Carreirinho)
B - Saudade Cruel (Goiá e Zalo)

09/1960 - CABOCLO - CS-373
A - Cateretê Paulista (Sebastião Víctor e Vieirinha)
B - Casando Fugido (Piraci e Antonio P. de Toledo)

1961 - CABOCLO - CS-396
A - Violão em Seresta (Alvarenga)
B - Essa Malvada (Mário Vieira e Sebastião Vito)

11/1961 - CHANTECLER - Nº 780531
A - Cuiabá (Vieira e Antonio Bueno)
B - Terra de Goiás (Vieira e Vieirinha)

08/1961 - SERTANEJO - CH-10370
A - Despedi da Morena (Vieira e Vieirinha)
B - Recortado Paulista (Norair Bernardino)

03/1964 - SERTANEJO - CH-10404
A - Mula Baia (Vieira e Vieirinha)
B - Resposta da Marreta (Teddy Vieira e Vieirinha)

06/1964 - SERTANEJO - CH-10412
A - Rio Preto (Teddy Vieira e Alceu Mainard)
B - Galo Índio (Nhô Pai e Nhô Fio)

Saudade (Walter Amaral e Augusto Mancuzi)

Cortando Estradão (Anacleto Rosas Jr.)

DOWNLOAD

2 comentários:

  1. Segue letra da música "Saudade":


    Quando a noite vem chegando
    Que tristeza que me dá
    Os meus olhos ficam logo
    Com vontade de chorar

    Toda tarde a passarada
    Canta triste de verdade
    Também passo a noite toda
    Suspirando de saudade

    Passo as horas recordando
    De tudo quanto eu sofri
    Pelo amor de uma ingrata
    Que há muito tempo eu perdi

    Somente usou falsidade
    Foi mulher sem coração
    Prometeu felicidade
    Só me deu desilusão

    ResponderExcluir
  2. "Cortando estradão" é regravação. pois foi originalmente lançada por Tonico e Tinoco em 1946, no lado A do 78 em que apareceu o clássico "Chico Mineiro".

    ResponderExcluir