Fotos recolhidas da net

Play Rádio saudade

Web Rádio "Saudade Sertaneja"
Cidade de Bauru, Estado de São Paulo, Brasil
Transmirindo:
Data: ,
Horário de Brasília

Domingos, das 08h00 às 12h00, "SAUDADE SERTANEJA" com Tião Camargo, em cadeia com a CANAL MAIS FM de Bauru

Seguidores

terça-feira, 18 de maio de 2010

Trio Gaúcho (Volune 01)

Trio GauchoTrio Gaucho - Contracapa

  1. Prá Que Trabaiá (Messias Garcia) 1956
  2. Longa Viagem (Trio Gaúcho) - Zulmiro, Gauchito e Rielinho -Fala de de Inezita Barroso
Um grande abraço e muito obrigado ao meu amigo Claudemir de Bauru, meu amigo, seguidor do nosso blog, um grande admirador e colecionador de Música Sertaneja, que nos enviou as fotos da capa e contracapa CD do Trio Gaúcho. Assim, resolvemos postar as 26 músicas e mais duas músicas extras que não saíram neste lançamento. Uma delas “Longa Viagem” não temos a data da gravação e tem no início a fala de Inezita Barroso.

O grande e saudoso Trio Gaúcho era formado pelo Zulmiro, Gauchito (Irmão do Biá) e Helena Maria.

Curiosamente, nenhum de seus componentes era gaúcho. Zulmiro, participou do Trio Mineiro em sua primeira formação, foi o líder e criador do trio. Zulmiro ficou conhecido como uma figura folclórica e também reconhecido como um bom compositor, morreu prematuramente. Gauchito era irmão de Biá, que formou a famosa dupla Palmeira e Biá.

Fizeram parte do elenco sertanejo da Rádio Cultura de São Paulo. Eram considerados como "O reis da bilheteria", pois seus shows em circos estavam sempre lotados. Chegavam a fazer três sessões de circo por dia. Com a morte de Gauchito, seu lugar no trio foi ocupado por Mirinho, irmão de Zulmiro.

Em 1951, gravaram de autoria de Zulmiro, a rancheira "Muié do Tião", o xote "A volta de Mariana", e a moda campeira "Boiadeiro Gaúcho". Em 1952, gravaram o baião "Cabocla bonita", de Raul Torres e Sebastião Teixeira, a rancheira "Adeus, gaúcha", de Rielinho, e a moda campeira "Ponteio", de Anacleto Rosas Jr. e Patativa. Em 1953, gravaram, de Rielinho e Mirinho, o xote "Missões", e o arrasta-pé, "Festa no Rio Grande", de Rielinho e Elena Maria.

Em 1954, gravaram o rasqueado "Brasil Famoso", de Zulmiro e a valsa "Não choro mais", de Zulmiro, e Mirinho. Registraram diversas composições alusivas ao Rio Grande do Sul e sua cultura, incluindo rancheiras, valsas, xotes, baião, rasqueado e outros ritmos regionais. Continuaram a realizar gravações até os anos 70 quando realizaram a gravação pela Tropicana, do disco "Famoso", por volta de 1978.

Fonte: Dicionário Cravo Albin

BAIXAR

4 comentários:

  1. Quase morri de emoção ao acessar, pela primeira vez, este blog.
    A Helena MAria é minha avó e faleceu há 15 anos, deixando grande saudade da sua alegria contagiante.
    Muito obrigada por essa lembrança, pela homenagem e por essa pessoa abençoada que guardou esse LP por tantos anos, me causando uma emoção imensa.
    Gostaria de saber como lhe enviar uma foto linda que tenho dela dessa época.
    Um abraço, com os olhos cheios d'água.
    Denise.
    deare@bol.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olha, Tião, a Inezita errou o título da música. Na verdade ela se chama "Viagem saudosa", composição de Rual Torres e Zulmiro, e é a faixa 12 desta compilação mais que completa do Trio Gaúcho.

    ResponderExcluir
  3. Outra coisa: a musica "Pra que trabaiá?" não é a mazurca de Messias Garcia gravada por Palmeira e Luizinho em 1951. A faixa não figura na discografia oficial do Trio Gaúcho, ou então deve estar com outro nome.

    ResponderExcluir
  4. E olha, já matei a charada: a música anunciada como "Pra que trabaiá", na verdade é "Deixa como está", faixa 26 desta compilação, sendo portanto, "reprise".

    ResponderExcluir