Fotos recolhidas da net

Play Rádio saudade

Web Rádio "Saudade Sertaneja"
Cidade de Bauru, Estado de São Paulo, Brasil
Transmirindo:
Data: ,
Horário de Brasília

Domingos, das 08h00 às 12h00, "SAUDADE SERTANEJA" com Tião Camargo, em cadeia com a CANAL MAIS FM de Bauru

Seguidores

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Perdemos mais um grande Artista Sertaneja: Morreu o Zé Cupido

Zé Cupido

Zé Cupido

José Idelmiro Cupido

18/12/1936 Taubaté, SP

+ 28/07/2013 Jacareí, SP

Deficiente visual, Zé Cupido foi um dos maiores sanfoneiros do Brasil

Faleceu na manhã do último domingo (28), aos 81 anos, o músico José Idelmiro Cupido, popularmente conhecido como Zé Cupido. Seu corpo foi velado na Câmara Municipal de Jacareí e sepultado na manhã de segunda-feira (29), no distrito de Quiririm, em Taubaté – sua cidade natal.

De acordo com informações de amigos, o sanfoneiro chegou em casa no final da noite de sábado (27), depois de uma apresentação com o músico Joel ‘Boêmio’ e, por volta das duas horas da madrugada, sentiu-se mal e caiu no banheiro de sua casa, no bairro Avareí (região central).

Ele foi socorrido pela esposa Raílda e levado para a Santa Casa de Misericórdia de Jacareí, onde faleceu após três paradas cardíacas. Saiba mais sobre esta e outras notícias na edição impressa desta terça-feira (30) do Diário de Jacareí.

Biografia

Demonstrou talento musical ainda menino, quando tocava gaita-de-boca e sanfona de dois baixos. Foi apresentado como sanfoneiro para Cascatinha e Inhana no circo Estrela Dalva. Tocava em festas de igreja e quermesses. Em 1952, mudou-se para São Paulo.

A partir de 1953 tornou-se uma das atrações do programa Sanfonas e sanfoneiros da Rádio Piratininga. Em 1957, participou da gravação de "Meu prazer", de Arlindo Pinto e Anacleto Rosas Jr., com o Trio Turuna. Começou a fazer acompanhamento de sanfona e harmônica em gravações de vários gêneros musicais. No início dos anos 60, gravou "Meu prazer", arrasta-pé, e "Charanguinha", também arrasta-pé. Em seguida gravou o maxixe "Bidu" e a polca "Fogo na botina". Em 1964, gravou o LP "Tiro e queda". No ano seguinte, gravou um LP instrumental em que se destacou a toada "Sertão da minha terra", de Jorge Paulo. Em seguida gravou "Viajando pelo Brasil", LP em que se destacou "Ao pé do fogo", quadrilha de autoria dele. Fez composições com Arlindo Pinto, Capitão Furtado e Roberto Stanganelli. Em 1970, Nhá Barbina gravou na Premier o arrasta-pé "Puxa-puxa", outra de suas parcerias com Capitão Furtado. Em 1971 teve a composição "Granja Cocodeco", parceria com Capitão Furtado, gravada pela dupla Chitãozinho e Xororó na gravadora Tropicana. Em 1972 gravou na Tropicana o xote-valsa "Salva o sanfoneiro", parceria com Capitão Furtado. Em 1974 gravou na Beverly o samba "Sanfoneiro topa-tudo", de Capitão Furtado e Roberto Stanganelli. Em 1978, gravou três LPs pela Chantecler usando o nome artístico de Chico Manguaçu, com canções inéditas e regravações. Em 1979, gravou pela Cartaz-Sabiá LP em que fez novos arranjos para clássicos como "Tico-tico no fubá", de Zequinha de Abreu e "Brasileirinho", de Valdir Azevedo. Prosseguiu fazendo shows e participou como instrumentista de gravações de Teixeirinha e Tonico e Tinoco, entre outros. Em 1997, gravou um CD com as composições "Não existe pecado ao sul do Equador", de Chico Buarque e "Quadrilha", de Jorge Melo. Lançou no mesmo ano outro CD onde se destacaram "No coração do Brasil" e "Baile na colônia", ambas de sua autoria.

3 comentários:

  1. Sanfoneiro completo e meu irmão sagitariano, tocava as duas sanfonas e muito bem, chorinhos, enfim, estamos tristes que deus o tenha com Dominguinhos que foi há poucos dias.

    Adão Desousalina
    do Piauí/sp

    ResponderExcluir
  2. Pois é Zé Cupido foi uma pessoa muito importante no cenário musical! Tocou com meu pai Dengo e minha mãe Dadinha e foi padrinho do meu irmão Marcos! Que Deus o tenha Zé! Abração e saudades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande perda!! Deixará saudades nosso amigo Zé Cupido!!

      Excluir