Fotos recolhidas da net

Play Rádio saudade

Web Rádio "Saudade Sertaneja"
Cidade de Bauru, Estado de São Paulo, Brasil
Transmirindo:
Data: ,
Horário de Brasília

PARA OUVIR O PROGRAMA AO VIVO NO YOUTUBE É PRECISO PARAR O PLAY DA RÁDIO, SENÃO MISTURA TUDO

Seguidores

domingo, 26 de junho de 2011

Nenete, Dorinho e Nardeli - Semana Nenete

rc11

Na foto acima, Nenete, Dorinho e Nardeli, capa da Revista Sertaneja, fevereiro de 1959.

A Prefeitura de Pirassununga presta todos os anos, durante a Semana Nenete, merecidas homenagens às famílias que aqui chegaram, a maioria no período da imigração, desprovidas de recursos, para iniciar vida nova. Proles inteiras, provenientes de outras culturas, fizeram desta Terra Curimbatá seu destino, dedicando-se ao trabalho árduo da terra e permanecendo até hoje ligadas a ela.  

Em reconhecimento a contribuição dessa brava gente no desenvolvimento do município, o prefeito Ademir Alves Lindo instituiu em 2006, através do Decreto 3.156, a “Medalha Huquiles de Carli de Incentivo às Tradições Caipiras”, com o objetivo de homenagear e também destacar como exemplo para as atuais e futuras gerações, a trajetória de lutas, sacrifícios e de superação sem precedentes na história de Pirassununga.

A insígnia recebeu o nome do agricultor, catireiro, cantador e empresário Huquiles Antonio De Carli, de saudosa memória, um dos grandes incentivadores da cultura popular em Pirassununga. Há exatos 17 anos, quando da primeira edição da Semana Nenete, a convite da Secretaria de Cultura e Turismo, Huquiles reuniu e coordenou a participação dos violeiros e catireiros na estação da FEPASA.  

Famílias e destaques

Uma comissão especial, convidada pela Prefeitura Municipal, formada por pirassununguenses ilustres e com grande conhecimento no setor, pesquisou e apontou as famílias  e os destaques que serão homenageados na Semana Nenete de Música Sertaneja.

Foram escolhidas para receber a “Medalha Huquiles De Carli das Tradições Caipiras” as famílias Daniel, Lançoni, Mafra, Michellim, Naressi, Schimack e Souza Bueno.

O mesmo decreto também destaca cidadãos, comunidades rurais, empresas e instituições que atuam na preservação, pesquisa e difusão da cultura popular no município. 

Nessa categoria foram distinguidos com a Medalha das Tradições Caipiras o radialista Edson Sidnei Vick, autor da lei que criou a Semana Nenete (Vick era vereador em 1995), o cantor Dorinho (Izidoro Cunha), a lenda viva do “Trio de Ouro do Rádio Brasileiro”, Nenete, Dorinho & Nardelli, e a Comunidade Rural do Bairro Boa Vista, que está celebrando 100 anos da instalação de sua capela naquele tradicional bairro da zona rural de Pirassununga.                

A entrega da “Medalha Huquiles de Carli de Incentivo às Tradições Caipiras” aos homenageados ocorrerá nos dias 8, 9 e 10 de julho, às 19h30, no palco do Festival de Danças Folclóricas da Semana Nenete, no Centro Cultural de Eventos Dona Belila.

Foto: Na foto que ilustra essa matéria estão membros da família Michelim: da direita para a esquerda, aparece o casal Pedro Michellin e Ermelinda Vivan. Em frente ao pai, de calça curta, está o menino João, hoje com 80 anos, que vai receber a comenda em nome da família Michellin.

Texto: Secretaria de Cultura e Turismo de Pirassununga

Confira as atrações:

Dia 7 de julho – quinta-feira
20 horas – Rodrigo Matos & Praiano – palco de cima
21h30 – César & Paulinho – palco de baixo
Dia 8 de julho – sexta-feira
20 horas – Matogrosso & Mathias – palco de baixo
21h30 – As Irmãs Barbosa – palco de cima
Dia 9 de julho – sábado
20 horas – Edson – palco de baixo
21h30 – Belmonte & Amaraí – palco de cima
21h30 – Alexandre & Samuel – palco de baixo
Dia 10 de julho – domingo
15 horas – Dorinho, Iara & Pontelli – palco de baixo
20 horas – Felipe & Falcão – palco de baixo
21h30 – Divino & Donizete – palco de cima

Saiba mais sobre a Semana Nenete no blog do Antonio Deverson

Waldemar de Franchesi, o Nenete, nasceu em Pirassununga-SP em 1919 e faleceu em 1989, vítima de uma tentativa de assalto.

Isidoro Cunha, o Dorinho (apelido carinhoso que ele tem desde a infância), nasceu em Bernardino de Campos-SP no dia 09/07/1933 (algumas biografias mencionam Piraju-SP como a cidade-natal de Dorinho, mas na verdade, Piraju-SP é a cidade onde ele foi registrado, no dia 18/10/1933).

Nenete já havia participado amadorísticamente da dupla "Nenete e Ditinho" no ano de 1943 em sua Pirassununga natal e já integrou também o "Trio Saudade", com Ninão e Nininho.Com o "Trio Saudade", chegou a atuar na Rádio Record de São Paulo-SP, no programa "Hora dos Municípios" comandado por Genésio Arruda entre 1947 e 1955.

Nenete também atuou durante 5 anos com o nome artístico de Limeira (álbum abaixo) e formou dupla com Luizinho (Luís Raymundo, nascido em São Paulo-SP em 1916 e falecido também em São Paulo-SP em 1983), tendo atuado durante um ano nos programas "Imagens do Sertão" e "Alma da Terra" na Rádio Tupi de São Paulo-SP.

ScreenHunter_04_Dec__24_10_15 Biografia completa em BOA MÚSICA RICARDINHO

  1. Tapera Caída (João Pacífico) (1953)
  2. Rio Grande do Sul (Luizinho e Arlindo Pinto)
  3. Gaúcho Amigo (Luizinho e Arlindo Pinto)
  4. Mil e Quinhentas Cabeças (Anacleto Rosas Jr.)
  5. Rosa de Sangue (Ado Benatti e Luizinho)
  6. Zé Valente (Anacleto Rosas Jr.) (1953)
  7. Violeiro Afamado (Luizinho e Modesto Rezende) (1953)
  8. Galopando (Arlindo Pinto e Torino) (1953)
  9. Litoral Brasileiro (Luizinho e Limeira) (1953)
  10. Peito Magoado (Anacleto Rosas Júnior) (1953)
  11. Meu Ceará (José Gama de Souza) (1953)
  12. Goiás do Sul (Teddy Vieira e Jaime Ramos) (1953)
  13. Pedro Feio (Luizinho e Dante Vanuchi) (1953)
  14. Vida de Barbeiro (Ado Benatti) (1953)
  15. Noite de Lua (Anacleto Rosas Júnior e Zé Cocão) (1953)
  16. Não Sinto Saudade (Anacleto Rosas Júnior e Patativa) (1953)
  17. A Morte do Gavião (Arlindo Pinto e Juqueta) (1953)
  18. Votuporanga (Luizinho e João Monteiro) (1953)
  19. Cara Marcada (Francisco Ribeiro e Brioso) (1954)
  20. Trucada (Anacleto Rosas Júnior) (1954)

DOWNLOAD

Conforme menciono também na página dedicada a Luizinho, Limeira e Zezinha, o nome artístico de Limeira, por sinal, já foi adotado por diversos artistas sertanejos, (inclusive o célebre compositor Sulino), provavelmente homenageando a simpática cidade de Limeira-SP, próxima a Piracicaba-SP.
Isidoro Cunha, por outro lado, desde criança, aos 8 anos de idade, já cantava e tocava Cavaquinho.

Estreou como Músico no ano de 1949 na Rádio Difusora de Ourinhos-SP, cantando no "Trio Bernardinense".

E, no ano de 1950, Dorinho se mudou para a Capital Paulista, tendo formado a dupla "Doro e Dorinho", a qual se apresentou durante algum tempo no programa "Mutirão do Sumaré", comandado pela dupla Brinquinho e Brioso.

A dupla "Doro e Dorinho" também foi vencedora de um concurso na Rádio Record de São Paulo-SP.

Na foto acima, Dorinho com seu Violão, na sua residência em Campinas-SP no dia 27/03/2008.

E foi no ano de 1954 que Dorinho, participando do Concurso de Violeiros do IV Centenário da Cidade de São Paulo-SP, conheceu Nenete e com ele formou a célebre Dupla Caipira "Nenete e Dorinho", que gravou o primeiro disco em 1958, com o tango "Meu Perdão" (Braz Hernandez - Zilo), e a rancheira "Teu Castigo" (Ventura Romero - Valdomiro Bariani Ortêncio). Nenete participava da Mesa do Juri nesse Festival.

BIOGRAFIA COMPLETA: www.boamusicaricardinho.com

Um comentário: