Fotos recolhidas da net

Play Rádio saudade

Web Rádio "Saudade Sertaneja"
Cidade de Bauru, Estado de São Paulo, Brasil
Transmirindo:
Data: ,
Horário de Brasília

PARA OUVIR O PROGRAMA AO VIVO NO YOUTUBE É PRECISO PARAR O PLAY DA RÁDIO, SENÃO MISTURA TUDO

Seguidores

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Morre Manoelito Nunes

Manuelito nunes

Manoelito Nunes – Manoel Adão Nunes da Silva, nasceu em Osório/RS em 18/08/1943

Falecimento: 12/09/2014 em Piracicaba/SP

Como cantor, iniciou a carreira em Porto Alegre, em 1964, cantando em rádios.  Como compositor, teve suas primeiras músicas gravadas em 1977, "Divórcio", "Flor de aquidauana" e "Amor de brinquedo”, pela dupla sertaneja Valderi e Mizael, no LP "Divórcio”.  Nesse mesmo ano, gravou seu primeiro disco, com o trio sertanejo "Os Veracruzanos".  Com o trio, formado por ele, Morandi e Marazul, gravou em 1978 mais um disco, “Chalé de madeira”, com as músicas “Chalé de madeira”, de Leonardo, “Humilhação”, de Morandi e Joaquim M. Borges, “Serenata”, dele próprio, “Querida amante”, de Morandi, “Cruz do meu rosário”, de Dino Franco, “Se fosse fácil”, uma versão de Lara e Morandi para a música “Se me hizo fácil”, de Augustin, “Estou ficando velho”, de Sulino, “O hino do nosso amor”, uma versão dele próprio para a música “Rio de los pajaros”, de Anibal Sampayo, “Ciganinha Ciganinha”, dele próprio, “Laços de falsidade”, de Leonardo, “Despedida de um caboclo”, dele próprio, e “Cidade morena”, de Nhô Pai e Riellinho.  Em 1987 formou a dupla Manoelito Nunes e Nazaré, e gravou um disco em 1987, com as faixas “Nada de chorar”, dele com João A. Barbosa, “Colarinho branco”, dele com Cláudio Balestro, “Carinho”, dele com Nazaré-Israel Cabeleireiro, “Resto de amor”, dele com Maracaí e João Batista Alves, “Frente a frente”, dele com Jota dos Santos, “Isso que é vida”, dele com Nina Santos e Israel Cabeleireiro, “Coisa linda”, dele com Nina Santos, “Cara amarrada”, dele com Israel Cabeleireiro, “Nervos de aço”, de Lupicínio Rodrigues, “Delírio”, dele com Apolinário e Lina Dornela, “Diga”, dele próprio, e “Meu mundo lindo”, dele com Marcos Turollae João Salvador. Na mesma época, gravou um disco com a dupla Manoelito Nunes e Flávio Mattes, “Lá vem o homem”, com as músicas “Pelo tanto que eu gosto de você”, dele com Flavio Mattes, “Lá vem o homem”, dele com Nina Santos, “Mil emoções”, dele com Nina Santos e Julyano Max, “O bom samaritano”, dele com Walfrido Gomes de Sá, “Acorrentados”, uma versão de Genival de Mello para uma música de Carlos Arturo Briz, “Nosso momento”, dele próprio com Assuncion, “Filho de mãe solteira”, de Flavio Mattes e Velho Milongueiro, “Depois de te amar”, dele com Julyano Max, “Esquece coração”, de Flavio Mattes e Julyano Max, e “Nosso primeiro encontro”, de Flavio Mattes e Julyano Max.  A partir de 1990, seguiu carreira solo, mas o seu primeiro disco só foi lançado em 2009, o CD “Fio de esperança”, pela Gravadora Tocantins, com composições suas como “Graças a Deus", "O bom samaritano" e "Obrigado mãe". Além de cantar, produziu e promoveu shows, sempre no meio sertanejo.  Ao longo da carreira, como compositor, teve cerca de 850 composições gravadas por diversos cantores, duplas e trios sertanejos.

Informações biográfica: Dicionário Cravo Albin

Abaixo, algumas das composições de Manoelito Nunes

  • A Pancada da Verdade (Manoelito Nunes e Nina Santos) João Mulato e Pardinho (1992)
  • Amigo BOLERO JOVEM (Manoelito Nunes-Dalvan) Duduca e Dalvan (1983) Espinheira
  • Amor de Brinquedo (Manoelito Nunes) Valderi e Mizael (1977)
  • Arvore Velha (Manoelito Nunes e Donizete Silva Pinto) Jacó e Jacozinho (1981)
  • Bom Dia Trabalhador (Manoelito Nunes) Nenem e Itamar (1981)
  • Braços Abertos (Manoelito Nunes, Nina Santos e Duduca) Duduca e Dalvan (1984)
  • Caminhos da Solidão (Manoelito Nunes e Bida) Matogrosso e Mathias (1982)
  • Canarinho Dobrador (Manoelito Nunes e Didi) Donizeti (1982)
  • Carinho (Manoelito Nunes Nazareth Israel Cabeleleiro) Palhares e Pioneiro (1990)
  • Carta de Um Jovem Triste (Manoelito Nunes) Cézar e Paulinho (1986)
  • Casinha Branca (Manoelito Nunes) Simão e Sabino (1979)
  • Convivência (Manoelito Nunes e Maracaí) Simão e Sabino (1985)
  • Coração Teimoso (Manoelito Nunes e Elias Miranda) Juracy e Marcito
  • De Braços Abertos BALADA (Manoelito Nunes-Nina Santos-Duduca) Duduca e Dalvan (1983)
  • Decisão (Manoelito Nunes) Nenem e Itamar (1981)
  • Doutor em Paixão (Manoelito Nunes e Jacó) Nenem e Itamar (1981)
  • Duas Estradas (Manoelito Nunes e Maracaí) Jacó e Jacozito (1991)
  • Enchente de Paixão (Manoelito Nunes, João A. Barbosa e Duduca) Chitãozinho e Xororó (1991)
  • Encontro Divino (Manoelito Nunes, Nina Santos e Mizael) Valderi e Mizael (1984)
  • Espinheira (Manoelito Nunes-Dalvan) Duduca e Dalvan (1983) Espinheira
  • Está Faltando Arroz na Lata (Manoelito Nunes, Raul e Marazul) Joaquim e Manuel (1994)
  • Estrada de Deus (Manoelito e Nunes) Joaquim e Manuel (1994)
  • Filho do Ferreirinha (Manoelito Nunes Centenario) Mulato, Calmon e Gauchito
  • Flor de Aquidauana (Francisco A. do Carmo e Manoelito Nunes) Valderi e Mizael (1977)
  • Grito de Vitoria (Manoelito Nunes e Joaquim e Manoel) Criolo e Juvenil (Grito de Vitória)
  • Luz do Nosso Querer (Manoelito Nunes e benedito Seviero) Valderi e Mizael (1980)
  • Meu Carinho (Manoelito Nunes e Duduca) Duduca e Dalvan (1986)
  • Meu Protesto (Tião Carreiro e Manoelito Nunes) José Antonio e Geraldo Negrão
  • Meus Desenganos (Manoelito Nunes e Maracaí) João Mulato e Douradinho (1989)
  • Meus Desenganos (Manoelito Nunes e Maracaí) Os Dois Mineiros (Vol.4)
  • Moda do Outro (Manoelito Nunes, Nina Santos e Mizael) Valderi e Mizael (1984)
  • O Carpideiro (Manoelito Nunes e Duduca) Duduca e Dalvan (1986)
  • O Divórcio (Manoelito Nunes) Valderi e Mizael (1977)
  • O Filho do Ferreirinha (Manoelito Nunes e Maracaí) Ed Marques e Alessandro
  • O Menino Que Falou Com Deus (Manoelito Nunes e Didi) Donizeti (1982)
  • O Pedaço da Cruz (Manoelito Nunes e Parentino) Craveiro e Cravinho (1986)
  • O Sonhador (Manoelito Nunes Matogrosso) Matogrosso e Mathias (1999)
  • Olho de Vidro (Manoelito Nunes, João Batista e Mizael) Trindade e Samuel
  • Olhos Sonhadores (Manoelito Nunes e Mizael) Valderi e Mizael (1984)
  • Pagode do Tubarão (Manoelito Nunes e Nina Santos) João Mulato e Pardinho (1992)
  • Pensando Em Ti (Manoelito Nunes) João Paulo e Daniel (1987)
  • Pobre Menina Rica (Manoelito Nunes e Alcino Alves) Teodoro e Sampaio (1984)
  • Pobre Menina Rica (Manoelito Nunes e Joaquim) Joaquim e Manuel (1994)
  • Prisoneiro da Saudade (Manoelito Nunes e Jorge Silva) Joaquim e Manuel (1985)
  • Quem Tirou Você de Mim (Manoelito Nunes) Joaquim e Manuel (1994)
  • Rastro na Areia (José Spera, Manoelito Nunes e Mizael) Ouro Preto e Boiadeiro
  • Rastros Na Areia BALADA (Manoelito Nunes-Mizael) Duduca e Dalvan (1983) Anistia de Amor
  • Rastros Na Areia (José Espera-Manoelito Nunes-Mizael) Alberto Cabañas e Mizael (1995)
  • Rastros na Areia (Padre Zesinho, Manoelito Nunes e Mizael) Valderi e Mizael
  • Receita de Amor (Dalvan e Manoelito Nunes) Duduca e Dalvan (1986)
  • Rei da Madrugada (Manoelito Nunes e Nina Santos) João Mulato e Douradinho (1986)
  • Rio Bonito (Manoelito Nunes e Nina Santos) Matogrosso e Mathias (1991)
  • Senhora (Jorge Silva e Manoelito Nunes) Joaquim e Manoel (1980)
  • Sonho de Um Caipira (Manoelito Nunes e Toni Gomide) Matogrosso e Mathias (1982)
  • Tantas Lágrimas (Manoelito Nunes e Israel Cabelereiro) Mattão e Monteiro (1987)
  • Terreninho (Manoelito Nunes, Amaraí e Paulinho) Cézar e Paulinho (1992)
  • Trabalho Perdido (Mathias e Manoelito Nunes) Matogrosso e Mathias (1980)
  • Tudo Pelos Ares (Manoelito Nunes e Dalvan) Duduca e Dalvan (1986)
  • Velha do Guarda-Chuva (Manoelito Nunes) Jacó e Jacozito (1991)

Um comentário: